domingo, 9 de setembro de 2012

Lx35 PARTE 2

Da esquerda para a direita, Joaquim Capinha e Carlos Filipe. À nossa frente dois módulos, totalizando 70cm de comprimento.
O método construtivo é acessível a modelistas com vários níveis de experiencia. O pavimento será em K-Line ou cartolina para embeber os carris. O cenário será estilizado. Em Google Skecthup estamos a "endireitar" fotos de edificios, corringindo a distorção quando se tiram fotos a partir da rua. Como não somos expertos e até pouco espertos com informática, vamos colocá-los à escala em autocad e depois imprimir. As fotos dos edifícios serão coladas em K-Line. Apenas se representam os edifícios de um lado da rua para permitir a observação dos eléctricos, mas estamos a pensar em formas de montar edifícios de ambos os lados. No fundo o pitoresco dos eléctricos de Lisboa é circularem por estreitos corredores, nomeadaemnte no troço entre Portas do Sol e Graça da linha 28, a que vamos trabalhar.
Estamos a tentar manter a ideia de remover o cenário para facilidade de transporte dos módulos.
////////////////////////////////////
From left to right Joaquim Capinha and Carlos Filipe. In front, two modules totalizing 70cm.
The building concept is addressed to all levels of modelers. There are no kits of Portuguese architecture. The pavement will be with layers of ilustration board and card until it levels with the rails. The buildings will be photos processed in GoogleSketchup and scaled to the right dimensions in Autocad. There must a simpler way, but we still haven't learned it. The phots will be guled to ilustration board and placed just on one side of the street. We're debating on how to place them on both sides in particular areas to reproduce the atmosphere of narrow streets on the strecth between Portas do Sol and Graça.
We want to keep the modules small and easy to carry, so we consider to remove all scenery to pack the modules into a minimal volume.