domingo, 14 de julho de 2013

KLISHESHIMA PARTE 7

Experimentei a massa da Das Pronto cor de barro para o terreno. Ao secar ficou excessivamente vermelho. Foi útil para diferenciar cores entre os rochedos e a terra, mas acabou por me dar trabalho extra na procura de tons de terra mais convincente.
Tried Das Pronto clay colour. It turned out too red. It was useful to visualize the diference between rocks and soil, but gave me extra work finding convincing tones of earth.


No topo do penhasco, entretanto baptizado de Dente do Dragão,  acumulou-se um pouco de terra que alimenta o pinheiro e uma erva escassa.
On top of the rock, now called the Dragon's Tooth, some dirt acumulated, feeding the twisted tree and some scarce weeds

Os arrozais seguindo a topografia, descendo em direcção ao vale. Ainda se arranjou espaço para dois terraços em frente à casa solitária no sopé da montanha. A plataforma do apeadeiro provisoriamente no lugar. Ficou um pouco sobredimensionada porque inicialmente tinha pensado num edificio maior a construir de raiz e depois optei por um kit de papel cortado a laser da Sankei. The rice paddies following the topography  going down until the river gorge. In front of the lonely farm on the plateau  there was still place for two paddies. The halt platform provisory in place. it is a littel oversized as initially I thought scratchbuilding a small station but then opted by yhe lovely kit of sankei of a shelter. The kit is laser cut paper of different colours, requiring only some light weathering.
O leito de um curso de água entre os penhascos e a plataforma por onde passa a linha.
A small brook between the cliffs and the narrow platform of the track.


Uma foto confusa com materiais tão diversos. Começo a sentir-me à vontade com a composição da cena. A área da maqueta não é muito grande (104 X 45cm), procurei criar perspectivas e  enquadramentos que fragmentassem a área em várias cenas. O que não me agrada esta foto é a desarmonia entre a altura do dente de Dragão (o penhasco central) e a as montanhas circundantes que se apequenam.
A very confusing photo for the diversity of materials. I start to feel more confaortabel with the composition of the scene. Teh layout area is not that big (104 X 45cm), I tried to create lines of sight and view blocks to fragment  the layout area in several scenes.  What displeases me is the disarmony between the central rock (the Dragon's tooth) and the surrounding mountains that look too low.
Experimentei criar marcas de rodado na estrada de terra batida enquanto o Das Pronto estava ainda fresco, mas exagerei na pressão e ficaram fora de escala.
I indented tire marks on the dirt road whilst the putty was still fresh, but overdone, they're out of scale.
 
 
Ponte nº2.  Procurei criar uma composição em que várias linhas e planos se entrecruzam. A linha férra, sinuosa, segue sempre no plano horizontal, cruzando-se com o plano do declive dos arrozais em diracção ao rio e aos planos verticais dos penhascos. O traçado sinuoso da linha férrea sobrepoem-se ao traçado sinuoso da estrada de terra batida que sobe primeiro até à quinta e desce de seguida para cruzar o rio com uma ponte a cota mais baixa que a ponte ferroviária,  e numa curva apertada passa por debaixo da ponte nº 2.  A linha férra que surge de um túnel e passa para uma trincheira, em breve aparece "leve" acima da paisagem.
Bridge nbr 2. The composition is done with several lines and planes criscrossing. The railway is on an horizontal plane, coming onstage by a tunel, a trench and suddenly "floats" over the landscape, whilst the rice paddies form a plane downwards ot the river gorge and on the right, the vertical cliffs "oblige" the rail to turn around Dragon's Tooth.